FISCAIS DO IMTT


PREVISÃO PARA CONCLUIR OBRAS É DE SEIS MESES


Fonte: A Crítica

Janeiro de 2010 é a previsão de inauguração da passagem de nível que está sendo construída no cruzamento das avenidas Umberto Calderaro Filho e Ephigênio Salles, na Zona Centro-Sul de Manaus. A obra, orçada em R$ 16 milhões, é a última etapa do Complexo Viário Ephigênio Salles e deve demorar uma média de seis meses até que seja entregue à população.

Até lá, a área terá a circulação de carros reduzida e a prefeitura recomenda aos motoristas que evitem utilizar as avenidas Maceió e Umberto Calderaro. A Ephigênio Salles terá a circulação diminuída, mas não será fechada. A CRÍTICA conversou com servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), antiga Secretaria de Obras, para saber como será o desenvolvimento das etapas daquela obra e sua previsão de conclusão.

A primeira parte do empreendimento, que será realizado pela empresa Camargo Corrêa, será o isolamento do local e a construção dos tapumes que vão abrigar os técnicos e o maquinário. Em seguida, tem início a perfuração do solo, que deve durar entre um mês e um mês e meio.

Após a perfuração vem o período do “estaqueamento”, quando serão instaladas estacas de concreto e aço para dar sustentação àquela área. Só o estaqueamento deve durar uns 69 dias para ser concluído. Este processo vai possibilitar que a Ephigênio Salles tenha sua estrutura reforçada, já que esta via não vai parar seu fluxo de veículos.

Depois desses passos vem a escavação, que vai permitir à Umberto Calderaro “passar por baixo” da Ephigênio Salles e dar forma, assim, à passagem de nível. De acordo com o subsecretário da Seminf, Oswaldo Said Junior, a escavação, que é a parte mais importante da obra, é rápida e deve durar por volta de 45 dias.



Escrito por Fiscais do IMTU às 09h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




TRANSPORTE ESPECIAL EXECUTIVO SERÁ REGULAMENTADO EM MANAUS


O prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, encaminhou à Câmara Municipal de Manaus (CMM), um projeto de lei que cria o serviço de transporte urbano de passageiros na modalidade especial executivo, como transporte opcional, alternativo e complementar ao sistema convencional que opera na cidade.

O projeto, que foi deliberado esta semana pelo plenário da CMM, está sendo analisado pelas comissões temáticas e deverá ser votado no início do segundo semestre, quando os vereadores voltarem do recesso de meio de ano.

O serviço será prestado por veículos tipo micro-ônibus, com capacidade mínima para 26 passageiros e máxima de 36. Os carros deverão ser novos, dotados de ar-condicionado, bancos reclináveis, cinto de segurança individual e catraca mecânica ou eletrônica, além de condição para transporte de pessoa com deficiência.

No projeto de lei, o prefeito explica que essa modalidade de transporte se destina ao atendimento de necessidades específicas de um determinado segmento da população. A frota especial não poderá exceder aos 10% da frota convencional e a tarifa será, no mínimo, 50% mais cara que as dos ônibus normais, não contemplando o uso da meia passagem nem gratuidade.

Licitação

Após a aprovação e sanção do projeto, a prefeitura fará licitação, sob regime de permissão, para operar o sistema através de empresas ou cooperativas de transporte especificamente constituídas para essa finalidade. A permissão terá prazo de cinco anos, podendo ser renovada uma única vez, e será inalienável e intransferível.

Na mensagem à CMM, o prefeito Amazonino Mendes esclarece que esse serviço de transporte executivo já está funcionando em Manaus há quase três anos, mas de modo experimental e precário, sendo necessário regulamentar e regularizar a modalidade.



Escrito por Fiscais do IMTU às 17h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MORADORES DO BARIRI PEDEM ASSISTÊNCIA


Moradores da comunidade do Bariri, localizado no bairro Presidente Vargas, Zona Norte, atearam fogo e interditaram, na manhã de hoje, a avenida Caco Caminha, no sentido bairro/Centro. Assim como os comunitários do São Jorge e da Betânia, eles reivindicam mais assistência da Defesa Civil do Estado e Município aos afetados pela enchente. O trânsito ficou congestionado por mais de duas horas.

A interdição da avenida começou por volta das 10h e o trecho só foi liberado às 12h20, após terem obtido a certeza da presença de funcionários da Defesa Civil do município. Segundo os moradores, até o momento apenas algumas famílias receberam o benefício do quite madeira. Outro comunitário que preferiu ter a identidade preservada informou o contrário. De acordo com ele, todos já haviam recebido o auxilio. A assessoria da Defesa Civil informou que em relação a enchente tudo é prioridade, mas devem seguir o cronograma que já foi estipulado pelo órgão.



Escrito por Fiscais do IMTU às 16h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PREFEITO PROMETE RECEBER ESTUDANTES

Revolta estudantil pela aprovação da proposta que reduz meia-passagem estudantil

Após a aprovaçao na CMM, os estudantes foram direto para a sede da Prefeitura, no bairro Compensa forçar uma audiência com Amazonino Mendes. O secretário-chefe do Gabinete Civil da administração municipal,  João Coelho Braga recebeu os estudantes e comunicou que o prefeito não estava no prédio.

Ficou acertado que os representantes estudantis teriam  uma audiência com Amazonino na próxima terça-feira (23/06) para tratar das principais reinvindicações: manutenção das 120 meias passagens ao mês, a garantia do pagamento em dinheiro da meia-passagem e o fim do limite de um quilômetro entre a escola e a casa do estudante para se obter o direito ao passe.

Não houve nenhuma garantia das reinvindicações serem atendidas. Durante a reunião houve reclamações quanto a Comissão que definiu os critérios das mudanças no uso da meia-passagem estudanti, os líderes disseram que o prefeito escolheu estudantes ligados a seu grupo político para participar da Comissão.

 

Entrevista Sérgio

Veja abaixo uma entrevista com Sérgio Cardoso, vice-presidente da União dos Estudantes Secundaristas do Amazonas (UESAM).

 

 

Veja uma entrevista com Márcia Rebeca, vice presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE)

 

 

Entrevista Márcia Rebeca

As duas entrevistas foram realizadas antes da reunião com o chefe do Gabinete-Civil.



Escrito por Fiscais do IMTU às 00h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




MEIA-PASSAGEM: CÂMARA MUNICIPAL APROVA EMENDA PROPOSTA PELA PREFEITURA

A emenda na Lei Orgânica Municipal de Manaus (Lomam) que regulamenta a meia-passagem dos estudantes foi aprovada hoje no plenário da Câmara Municipal de Manaus, ela deve passar ainda por uma segunda votação dentro de 10 dias.  Dentre os parlamentares, 26 votaram a favor e dez contra a proposta elaborada pela Prefeitura de Manaus. Cerca de duzentos estudantes de segundo grau e nível superior acompanharam a votação da emenda e ouviram os discursos prós e contra a proposta.

Um acordo das lideranças situacionista e oposicionista garantiu a aprovação de uma emenda supressiva apresentada pelo líder do prefeito, vereador Homero de Miranda Leão (PHS), que eliminou do texto original o inciso VI e alíneas do artigo 1º do projeto do Executivo. Com essa emenda, que a mesa considerou aprovada via acordo de líderes, caiu a exigência de apresentação da declaração de frequência para aquisição do passe escolar.

Outras emendas, de autoria dos vereadores José Ricardo (PT) e Marcelo Ramos (PCdoB) tinham recebido parecer contrário das Comissões de Constituição e de Transporte, e foram rejeitadas pelo plenário, em votações que registraram 25 votos a favor dos pareceres e 10 contra. A votação das emendas foi precedida de defesa feita pelos seus autores, mas o resultado foi insatisfatório para os representantes da oposição e para os estudantes presentes.



Escrito por Fiscais do IMTU às 00h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




EMENDAS E PEDIDO DE VISTAS AO PROJETO DA MEIA-PASSAGEM


Fonte: Portal da Câmara Municipal

O vereador José Ricardo Wendling (PT) denunciou nesta segunda-feira (15) que o Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município de Manaus (Lomam) - enviado na semana passada pelo executivo municipal e que regulamenta o uso da meia-passagem na capital - retira direitos dos estudantes, cria burocracia, além de não ter sido discutido com a Câmara Municipal e com a sociedade. Hoje mesmo, ele apresentou emendas ao Projeto da Prefeitura.

Pela primeira proposta de emenda, fica alterado o texto do artigo 1º do Projeto, excluindo os incisos I, II, III, IV, V e VI: "Aos estudantes do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Técnico-Profissionalizante, do Pré-Vestibular, dos Supletivos, do Ensino de Língua Estrangeira, do Ensino Superior e Pós-Graduação da Rede Pública e Particular, é garantido o direito de tantas meias-passagens quanto forem necessárias para realização das diversas atividades estudantis, com desconto de 50% do valor integral da tarifa, podendo ser pago em crédito ou em dinheiro".

José Ricardo explica que as principais propostas de mudanças dizem respeito à exclusão dos incisos que previam o direito a apenas 16 meias-passagens para quem mora a menos de um quilômetro da escola, bem como da obrigatoriedade do estudante em apresentar declaração de freqüência bimestral ao poder público para poder comprar os passes. "Todos os estudantes devem ter direito a quantas meias-passagens precisar, e não somente quem mora a mais de um quilômetro da escola", ressalta.

A outra proposta diz respeito à alteração do artigo 2º, ficando com a seguinte redação:

"Cabe ao órgão gestor municipal dos transportes coletivo o gerenciamento, o planejamento e a fiscalização, bem como a emissão e comercialização da meia-passagem, em parceria com as entidades estudantis, e à escola ou à faculdade a obrigação de enviar ao órgão competente a freqüência escolar dos estudantes".

O vereador esclarece que por essa proposta o executivo municipal com a responsabilidade e a obrigatoriedade de gerir o sistema de transporte, que até hoje está nas mãos dos empresários. "Também defendemos que seja obrigação da escola ou da faculdade o envio da freqüência escolar dos estudantes. Com isso, haverá uma melhor fiscalização do sistema, impedindo as fraudes, que oneram o preço da passagem", diz ele, ressaltando ainda que as entidades estudantis sejam parceiras do poder público quanto à emissão e à comercialização das meias-passagens.

José Ricardo pediu vistas do Projeto do executivo, durante a reunião da Comissão de Transportes, para que ele não seja aprovado como "rolo compressor" e sem discussão com a sociedade. De acordo com ele, a Prefeitura não debateu a proposta com a sociedade. "Pelo Projeto, é como se o executivo dissesse: estudante, não estude, porque não terá o nosso apoio", declara ele, referindo-se ao fato das burocracias criadas para que se tenha direito à meia-passagem. "Não é o estudante que tem que pegar papel (declaração) na escola e depois enfrentar outra fila para levar pro poder público. E implorar para ter um direito assegurado", diz ele, ressaltando que quem mora a menos de um quilômetro da escola só terá direito a 16 meias-passagens. "Não acredito que as entidades estudantis estejam aceitando isso".

E ele lembra que nessa terça-feira (16), no plenário da CMM, haverá audiência pública, de sua autoria, para discutir o Projeto de Emenda da meia-passagem. "A sociedade precisa debater esse assunto tão importante. Por isso, conclamo a todos que participem desse debate", ressalta ele, uma vez que a Câmara Municipal ficou de fora da comissão formada pela Prefeitura para formular as atuais propostas sobre o assunto.



Escrito por Fiscais do IMTU às 01h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




"Brincante" rouba ônibus e engana passageiros em Porto Alegre

Passageiros teriam desconfiado da falta de cobrador e de uniforme. Ele teria dito à polícia que queria dinheiro para festa de aniversário.

Um homem levou um ônibus que estava estacionado, em Porto Alegre, e dirigiu por mais de uma hora, no domingo (14/06). Ele cobrou a viagem dos passageiros.

Desconfiados, muitos desceram antes do destino final. A falta de cobrador e de uniforme do motorista foram dois indícios de irregularidade. Dessa maneira, os passageiros não tinham como passar pela roleta.

Pelo menos uma pessoa permaneceu no veículo até a abordagem da polícia, esperando chegar ao seu destino levada pelo ladrão.

Um segurança que usava moto seguiu o coletivo roubado e chamou a Brigada Militar, que já havia recebido informações sobre o caso. O rapaz que estava no volante, de 22 anos, teria dito que queria faturar algum dinheiro com as passagens. Segundo a polícia, ele contou que precisava de recursos para fazer uma festa de seu aniversário.



Escrito por Fiscais do IMTU às 01h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DISCUSSÃO SOBRE MEIA PASSAGEM CONTINUA

O vereador José Ricardo (PT) afirmou hoje (15) na tribuna da Câmara Municipal  que a prefeitura não debateu com a sociedade a nova emenda da meia passagem estudantil. O parlamentar pediu que discussão sobre o assunto fosse realizada amanhã (16), quando está prevista uma audiência pública para tratar do tema.

De acordo com o petista, a prefeitura não debateu a proposta com a sociedade. Para Ricardo, o projeto tira direito dos estudantes por restringir o uso da meia passagem, além de criar regras inviáveis para sua utilização. A sub-titular da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), Andréa Arruda, afirmou que a norma foi amplamente discutida entre a prefeitura, universidades, escolas e organizações estudantis, num total 24 de instituições.

Andréa deu como exemplos a União dos Estudantes Secundaristas do Amazonas, diretórios e centros acadêmicos, além do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) e a Procuradoria Geral do Município (PGM).

- Foram mais de 20 reuniões para chegar ao projeto de emenda mais a regulamentação, que continua sendo discutida, explicou a subsecretária. “A emenda à Lei Orgânica do Município (Lomam) dá as diretrizes gerais, mas a regulamentação só vai ser colocada em prática após a aprovação na CMM”.

Restrição

O vereador lamentou que o projeto da prefeitura determine 16 meias passagens para os estudantes que moram a menos de um quilômetro de casa, "Como se esses estudantes não precisassem ir para nenhum outro curso", disse ele.

A sub-secretária informou que o estudante terá direito a tantas meias passagens quanto forem necessárias. O aluno terá compra ilimitada desde que comprove sua necessidade.

- Com relação aos 16 passes por mês, durante o ano letivo e 32 no período de férias, são para garantir que os estudantes participem de atividades extra-classe. Vale para qualquer estudante, contanto que ele esteja regularmente matriculado, salientou Andréa.

Comprovação

O parlamentar petista disse que a obrigação do estudante de Manaus ter de apresentar declarações é uma atitude burocrática.

- Os estudantes vão precisar entrar numa fila pra pegar papel na escola, depois numa fila para entregar a declaração no Poder Público e aí vamos ter milhões de declarações e estudantes tendo que apelar e chorar para conseguir a meia passagem, criticou, dizendo que apresentará emendas defendendo o modelo adotado em Fortaleza.

Sobre a comprovação, a sub-secretária lembrou que o modo de verificação ainda não foi regulamentado.

- A Prefeitura ainda não editou a regulamentação do uso da meia passagem. Ainda não está dito como vai ser, isso será uma segunda etapa, garantiu Andréa.



Escrito por Fiscais do IMTU às 01h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CRIME ESTÚPIDO

Ônibus é incendiado em Porto Velho


Fonte: Portal Amazônia

Mais um ônibus foi incendiado na madrugada de domingo (14) na zona Norte de Porto Velho. Os criminosos liberaram os passageiros, mas obrigaram o cobrador e motorista a permanecerem dentro do veículo. Eles jogaram gasolina e atearam fogo no veículo. O motorista do ônibus teve grande parte do corpo queimado, com queimaduras de 1º, 2º e 3º graus.

Este é o segundo ataque a ônibus em três dias e, conforme a Polícia Militar, é o terceiro do ano. Segundo o major da PM, André Glanert, há pistas dos suspeitos do crime, mas segundo ele as informações não podem ser reveladas para não atrapalharem as investigações. Ele disse ainda que quem tiver informações que levem aos suspeitos pode ligar para o número 190. Não é preciso identificação.


Segurança

A Secretária de transportes, Fernanda Moreira da Silva, reuniu com o secretário de segurança na última sexta-feira (12). Elivásio Senna e dia 14 com o
Comando Geral da Polícia Militar, quando definiram o reforço no policiamento.

- Garantimos que há segurança para a população, disse a secretária de transportes.

Segundo a Secretaria de Transportes (Semtran), todos os ônibus oferecem segurança. As áreas consideradas de maior risco recebem ronda policial e, em casos suspeitos, os passageiros são revistados. A fiscalização de segurança é intensificada a partir das 18h e vai até o último balão, por volta das 12h40. De acordo com  Fernanda Moreira, há 15 viaturas e 14 motos para a operação de combate aos ataques contra os ônibus. A ação é por tempo indeterminado.

Protesto

Motoristas, cobradores e taxistas paralisarem o trânsito na tarde do dia 12 na avenida Sete de Setembro em protesto ao incêndio criminoso a um ônibus no dia 11. A frota atual de Porto Velho é de 177 ônibus públicos, com cerca de 80 mil usuários do transporte por dia.



Escrito por Fiscais do IMTU às 01h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PASSAGEM DE NÍVEL: INTERDIÇÃO É NOVAMENTE AGENDADA

Para dar início às obras de construção da passagem de nível da avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho (antiga rua Paraíba), a Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal de Obras, Serviços Básicos e Habitação (Semosbh) e do Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), em conjunto com a construtora Camargo Corrêa, vão  realizar a partir desta quinta-feira, 18  de junho, intervenções importantes no trânsito de veículos e pedestres no entorno das obras do Complexo Viário Ephigênio Salles, mais precisamente da passagem de nível.

Retirada de canteiros centrais, a diminuição e retiradas de calçadas, entre outros, e a instalação e reposicionamento de semáforos próximos a obra já foram realizados.



Escrito por Fiscais do IMTU às 00h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  TWITTER ALISSON CASTRO
  CONVÊNIOS DO GRÊMIO DO IMTU/IMTRANS
  NOVOS CÓDIGOS DE INFRAÇÕES
  SINDTRAN
Votação
  Dê uma nota para meu blog